segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Porque sofrer de amor?


É claro que não tenho a pretensão de explicar em poucas linhas uma questão tão complexa. Podem existir 1001 motivos ou mais para as famosas dores de amor. Todos já tivemos um dia e quem ainda não passou por isso é só aguardar e esperar por ela.
As diferenças entre os sexos, principalmente de interesse, tem sido o grande desafio da instituição casamento.
Na prática os homens nunca se casariam com mulheres que querem levar pra cama. Já as mulheres querem se casar com tipos que jamais gostariam de fazer sexo. Isso tudo só pode causar dor.
Alguém algum dia inventou essa história de que sexo e amor são antagônicos e o pior é que a maioria acredita nisso.
Buscam sexo por prazer e amor por carência.
As pessoas procuram se casar simplesmente para garantir uma aposentadoria afetiva, na prática isso significa segurança, tranqüilidade, estabilidade e inevitavelmente tédio por conseqüência.
Eu vejo que homens e mulheres não procuram se entender pra se relacionar.
As mulheres escolhem seus parceiros como um par de sapatos, eles tem que ser apresentáveis, bonitos, caros e confortáveis.
Já os homens firmados nas teorias hormonais e pré-históricas vêem possibilidades de obter sexo.E se perceberem que existe a possibilidade de haver sentimento eles começam a evitar a mulher. Vai entender... verdade, isso mesmo! Vamos nos entender por favor!!
Homens: A mulher certa existe desde que você procure pelas qualidades que admira.
Mulheres: Existe sim um príncipe dentro de algum desses sapos que você conhece.

Um comentário:

Pronto, falei! disse...

Eu sempre escolhi acreditar, mas às vezes eu desanimo da idéia de que isso realmente possa funcionar bem. Precisa ter muita habilidade pra equilibrar os pratinhos das diferenças sem deixar cair os das afinidades.
Enquanto isso... parece que é preciso beijar alguns sapos até encontrar o príncipe, né?